Header Ads

Seo Services

O caminho do arco aplicado a dança

A bailarina que não compartilha com outras a alegria da dança e do sagrado feminino, jamais irá conhecer suas próprias qualidades e defeitos. Por isso, encontre bailarinas com diferentes habilidades, porque o caminho da dança não é diferente de qualquer caminho seguido com entusiasmo.

Como melhorar o estudo:
  • Quando chegar a hora de dançar, lembre-se que você percorreu um longo caminho, agora, o momento é de soltar o corpo e confiar que você dará o melhor de si.
  • A elegância não é a postura mais confortável, mas é a postura mais adequada para atingir o equilíbrio corporal para a dança perfeita. Ela é atingida quando todo o supérfluo é descartado, e a bailarina descobre a simplicidade e a concentração: quanto mais simples e mais sóbria a postura, mais bela será.
  • Jamais diga: "acabou, não preciso de mais aulas", porque assim como o inverno é seguido pela primavera, nada pode acabar: depois de atingir seu objetivo é necessário recomeçar de novo, sempre usando tudo que aprendeu no caminho.
  • Dança é vida: dela vem toda a energia. 
  • É importante e necessário períodos de inação - um corpo que sempre está dançante (se apresentando), em estado de tensão, perde potência, portanto, deixo-o repousar, recuperar firmeza: assim quando você se apresentar novamente, ele estará contente e com sua força intacta.
  • Todos os movimentos estão sendo notados pela música, e é ela que guiará seu corpo.
  • Cada dança realizada, deixa em seu coração uma lembrança - e é a soma dessas lembranças que a fará dançar cada vez melhor, por isso é importante sempre dançar com a alma entregue, esquecendo-se das técnicas e coreografias.
  • Porque a dança só existe na medida que a bailarina existe.

Adaptação de trechos do livro: Caminho do Arco, Paulo Coelho



Nenhum comentário