Header Ads

Seo Services

Lua Vermelha - Elemento água - Ajuda mística - Sereia



O sagrado feminino, essas palavrinhas nunca foram tão famosas como são agora. 

Que maravilhoso que os portais da autoaceitação e do autoconhecimento feminino estão sendo escancarados, temos que comemorar, ao tempo que ficar atentas, pois o sagrado feminino não é algo raso, não é algo místico, não é algo alcançável em apenas um workshop. 

É preciso se dedicar profundamente ao tema, abrir a mente, o corpo e o espírito; É preciso alargar ao máximo a busca pela essência original.

Não é algo fácil, no entanto, se enfrentarmos essa busca sem pré-conceitos e sem verdades incontestáveis, o encontro e a vivencia do sagrado feminino é algo concreto.

Ufa, desabafei! Agora vamos ao tema de hoje : "O homem interno" por Carl G. Jung.

Animus

Destaques:
 • Animus – personificação masculina nas mulheres.
 • O animus é basicamente influenciado pelo pai da mulher.
 • Opinião inconsciente do animus no íntimo de uma mulher murmura: “Você não tem salvação. Para que lutar?”

Animus Positivo 
Convicção sagrada
Atividade criadora
Coragem
Iniciativa
Objetividade
Sabedoria espiritual

Animus Negativo
Malícia
Intriga
Calculista
Frieza/Indiferença
Tendência a conversa vazia
Obstinada e má

Animus, na sua forma altamente desenvolvido, relaciona a mente feminina com a evolução espiritual, tornado-se assim, bem mais receptivas as novas ideias criadoras do que os homens. É por esse motivo que antigamente em muitos países, cabia á mulheres a tarefa de adivinhar o futuro, ou a vontade dos Deuses e Deusas.

A mulher deve buscar a coragem e a largueza de espírito interior capazes de lhe permitirem avaliar a inviolabilidade das suas convicções. Só então estará capacitada a aceitar sugestões do seu inconsciente, sobretudo as que contradizem as opiniões do seu animus. Só então, repetimos, é que as manifestações do self hão de chegar a ela e fazê-la compreender conscientemente o seu sentido.

O que é o  Self ? 

Se o indivíduo lutou séria e longamente com sua anima ou com o seu animus de maneira a não se deixar identificar parcialmente com eles, o inconsciente muda o carácter dominante e aparece numa nova fase simbólica, representada pelo self, o núcleo mais profundo da psique.

 Carl G. Jung, O Homem e seus Símbolos 


Aplicação do estudo no Sagrado Feminino 


É claro, que a primeira aplicação seria sessões de uma boa terapia Junguiana, então se você puder, invista!

As aplicações descritas aqui, são para iniciadas, ou entusiastas do autoconhecimento.

Os 4 estágios do animus aplicados a dança do ventre

Antes de responder as questões, faça um diagrama de porcentagem. Agora a cada questão respondida, preencha o diagrama com a porcentagem equivalente. Ao final, avalie seus resultados e descubra qual nível você está. Feito isso, trabalhe para aprofundar e transmutar.

1º Força física - Faça uma autoavaliação: Quanto estou centrada na vivencia da forma física? Estou focada em descobrir a minha melhor forma? Ou estou focada em alcançar a melhor forma  física reconhecida pelos padrões comuns de beleza?

2º Iniciativa e capacidade - Faça uma autoavaliação: Dependo da aceitação do olhar do outro para colocar em prática o meu estilo de movimento e o meu estilo de dança?

3º Verbo - Faça uma autoavaliação: Compartilho o aprendizado dos meus desafios superados? Passo para frente aquilo que aprendo? Aprofundo-me no estudo do que aprendo?

4º Encarnação do pensamento - Faça uma autoavaliação: Vivencio a dança como experiência sagrada? A dança provoca o contato com um novo sentido do feminino? Qual a minha  percepção da relação dança/feminino?  

Imagem inspiração do tema de hoje - mistura de sereia, homem e monstro.

Outros artigos sobre o tema "O homem interior":


Nenhum comentário