Poesia Otomana

By SS Martinelli - quinta-feira, agosto 02, 2012

"Meu Senhor, eu sei que tu és Adorado (Al-Aziz)
(…) E ninguém mais que tu és Adorado
Tu és o Único e nada mais
Meu Deus, segure minha mão nestes tempos difíceis
Meu Deus, seja meu auxiliador nesta hora crítica."
         
                             Poesia de Abd-ul-Hamid II.


Abd-ul, o Califa dos crentes foi  o 34º sultão otomano, último sultão a governar com poder absoluto. Ele administrou o período de declínio no poder e na extensão do Império Otomano, governando de 31 de agosto de 1876 até ser deposto em 27 de abril de 1909. 


  • Share:

You Might Also Like

0 Ebulições