Dança em forma de poesia

By SS Martinelli - segunda-feira, maio 03, 2010

Dança do Ventre por

As mais sinuosas curvas
se rendem aos meus encantos.
Seduzo até mesmo visões turvas,
de pecadores, aos mais santos.

Além de uma mera sedução,
sou toda um suave encantamento.
Quiçá, a mais doce manifestação
Do que é denominado sentimento.

Originária do oriente médio,
conquistei com graça o meu espaço.
Contra todo e qualquer tédio,
prendo atenções feito um laço.

Sou milenar em minha arte.
Percorro já, o mundo inteiro.
Fui bem recebida em toda parte.
Do povo japonês, ao brasileiro.

Não tenha medo ao me desvendar.
Em meu universo místico, adentre.
Dance, ao menos, com teu olhar.
Prazer, eu sou a dança do ventre.

  • Share:

You Might Also Like

5 Ebulições

  1. Obrigado pelo carinho!
    Fico feliz de ter conseguido dançar com as palavras, tanto quanto as dançarinas com seus encantadores ventres.

    ResponderExcluir
  2. Oii!

    Que linda poesia!

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Natasha tdo bem?

    Eu tb achei lindo!!!

    Brigada pelo seu comentário ;)

    Bjus
    Nassih

    ResponderExcluir
  4. Que demais!

    Recomendo ao poeta www.poesiaretro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Cruz e Souza escreveu um soneto mui belo tb!

    ResponderExcluir