Header Ads

Seo Services

Encontre o seu Movimento


A dança é bela, no entanto, cheia de mazelas.

Aprender, praticar e vivenciar a dança do ventre é um caminho quase encantado, afinal de conta, de uma hora para outra, encontramos nossos corpos dançando como Deusas e nossas almas reverberando a  suntuosidade, uma vez trancada. 

No começo, não possível e nem necessário avaliar o método utilizado pela professora, ou a filosofia proposta pela escola, o que conta nesse período é se nos sentimos bem onde estamos. 

Depois, com o passar o tempo e de algumas apresentações de finais de ano, é necessário, quase obrigatório avaliar de que forma a dança está entrando em nossas vidas, pois nela está o reflexo do nosso sagrado feminino. Ainda que desejamos aprender e desenvolver nada mais que técnica, a escola da dança do ventre nunca será como a escola do balé, são sementes de árvores diferentes. 

É importante descobrir qual é o nosso movimento, para que assim, o contato com dança seja saudável e traga real felicidade, e não sentimentos negativos como inveja, competitividade, baixa autoestima, ansiedade... 

Aqui vão algumas dicas para avaliar o método da professora e a filosofia da escola. Vale lembrar que essas perguntas são só sugestões básicas, pois a avaliação pode ser bem mais profunda. ;) QQ dúvida, entre em contato. 

Método da Profe. 
  • Como é a estrutura da aula?  É estilo "siga o mestre", ou explicação e correção de movimentos? Qual método você prefere?
  • Como é a didática ? 
  • Você tem liberdade para perguntar e questionar o que quiser?
  •  E por aí vai.... questione-se!

Filosofia da escola
  • Uma das coisas mais importantes sobre escolas de dança do ventre é se elas forçam suas alunas a participarem de show de finais de ano, ou competições.
  • Outras perguntas que podemos nos fazer, sobre atendimento, cobranças, estruturas físicas, profissionalismo e etc. 

Créditos da Imagem



Nenhum comentário