A Sombra e a Dança

By SS Martinelli - segunda-feira, fevereiro 06, 2017


Olá, tudo bem com vcs? Estava com saudade....

O primeiro artigo de 2017, faz parte de uma série de reflexões, (que carreguei nas férias) sobre o por que e de onde surgiu a necessidade de dançar, essa arte que tem suas raízes em rituais femininos, como quem dança ginástica rítmica e seus movimentos precisos e muito bem decorados?

Um dos questionamentos, fala da possibilidade do caminho ter sido definido pela falta de conhecimento e vivência da sombra... Bora lá? 😊

A Sombra e a Dança 

A sociedade e seu pensamento de perfeição, sempre ignorou, com certa veemência a existência da sombra. Os poucos que buscaram ou buscam o encontro com esse lado nada consciente, sofrem pela exclusão do dito "normal", afinal abraçar a escuridão é algo extremamente proibido. PQ temos tanto pavor do escuro? O que ele significa?

Para essas perguntas cheguei a múltiplas conclusões, a primeira delas é, se desejamos, verdadeiramente o autoconhecimento, a sombra nunca pode ser excluída, pois é a partir dela que conhecemos nossa  essência, nossa alma.  - Cuma? Calma não tô doida não... Vou explicar meu ponto de vista - 

Nascemos tanto com a companhia da luz, como com a companhia da sombra. 

A luz, por ser intensamente perceptível, é aclamada, venerada e por vezes idolatrada, é aí que mora o perigo ( fique com isso em mente.) 😈

Já a sombra, quando criança é possível percebê-la e até mesmo vê-la, no entanto, na maioria das vezes,  ao invés de ser "tratada", ou assimilada para melhor compreensão de si mesmo, ela é reprimida, banida pela força dos pais ou da sociedade, ou pela força de ambos.

A partir daí, nasce a extrema ansiedade em sermos perfeitos, a necessidade de seguirmos um padrão. Esse desequilibro entre a luz e a sombra, faz com que queremos, ou melhor, nos é imposto, que sejamos somente luz.

Tal desejo, nem gênio da lâmpada é capaz de produzir, afinal sem a sombra, não somos humanos, podem nos chamar de anjos! 😇

Aceitar que luz e sombra fazem parte da mesma moeda, é essencial não só para destruir, de uma vez por todas, essa doença, entre tantas outras, que alguns chamam de padrão de beleza, de padrão de movimento, de padrão de comportamento e por aí vai... Como para realmente começarmos o mergulho no autoconhecimento, no sagrado feminino. 💜

Aquelas que conhecem sua própria sombra, são as verdadeiras Sagradas e suas dançam, revelam muito além de movimentos perfeitos, revelam a grandeza da alma.

 
 Deixei seu recado, ou comentário, ou dúvida, esse ano é o ano!


  • Share:

You Might Also Like

0 Ebulições