A Verdade Nua e Crua

By SS Martinelli - quinta-feira, junho 30, 2016

Como representação máxima do sagrado feminino, a dança do ventre expõe sim nossa sensualidade, nosso poder de conquista, nosso controle sobre o desejo do outro, e esse é um dos fatores principais que a arte ainda não superou o preconceito. 

Talvez, quem sabe, quando a mentalidade sobre feminilidade alcançar a mesma naturalidade que a exposição da masculinidade alcança, seremos livres de todo e qualquer julgamento.  

Enquanto esse dia não chega, a melhor maneira de lutar contra a discriminação, por incrível que pareça, é trabalhar a naturalidade dentro de nós mesmas; Nossos corpos não dançam para serem sensuais, eles são sensuais, nossas almas não dançam para conquistar os outros, elas dançam para conquistar a nós mesmas, e por fim, abandonar o controle do desejo do outro, é abandonar de vez o domínio machista e partir para a tão sagrada arte!


  • Share:

You Might Also Like

0 Ebulições