Header Ads

Seo Services

O Aprendizado Aplicado

Se de fato compreendemos a dança como representação da vida, nada mais significativo que aplicar as fases do aprendizado ao desprendimento do ego, aprofundamento do controle da ansiedade e vivência do hoje pleno.

Cuma?

Quando começamos a aprender a arte de dançar com o ventre, o corpo permanece em seu estado rígido, temos a sensação de que os movimento são quase impenetráveis, contudo, como os aprendizados na minha vida, tudo tem seu tempo, nada novo de grande transformação entra assim logo de cara... Por isso nosso ego nesse estágio (e em todos os outros) deve permanecer "calado", nosso trabalho é ignorar seus apelos para perfeição.

Ao chegar no aprendizado intermediário, o corpo, a mente e as sensações de conquista governam a vontade de conhecer e desenvolver o máximo de conteúdo possível. Entretanto se permitimos que tal ansiedade tome conta, nada concretamente verdadeiro conseguiremos alcançar.

No último e permanente estágio de aprendizado só conquistamos o "nirvana dançante" se a cada dia esquecemos do que foi aprendido ontem e focalizamos toda a energia no que estamos aprendendo hoje!


 


2 comentários:

  1. Muito verdadeiro isso! Comecei a notar isso agora. Sou iniciante ainda e saio felizona de uma aula por ter conseguindo evoluir um pouquinho, então na aula seguinte, o ego (sempre ele), me leva a acreditar que não terei mais dificuldades nesse movimento ou em outro semelhante. Háh! Grande engano! Estou descobrindo que cada aula é uma aula, cada dia de dança é um dia específico. O mesmo passo não é feito da mesma forma em dias diferentes. :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mel tudo bem? Obrigada pelo comentário :) bjus bom final de semana!

      Excluir