Conhece-te a ti mesmo

By SS Martinelli - quarta-feira, dezembro 07, 2011

 {"Gnôthi seautón" - conhece-te a ti mesmo! - estava  gravado no frontispício do templo de Delfos, na antiga Grécia síntese da filosofia da arte.  Homem, conhece-te a ti mesmo, e serás bom sem sacrifício, porque todo o sacrificialismo vem da ignorância, ou da semi-ignorância, que é própria do ego: o verdadeiro EU, uma vez conhecido como tal, não conhece ignorância, ele é pura sapiência. }  Livro: Filosofia da arte, Huberto Rohden

Podemos inserir esse aprendizado tanta na vida como na dança. Na vida deixo a encargo de cada uma, afinal quem sou para meter o bedelho na sua vida, agora na dança posso "hablar" no geral: Conhecer nos mesmas quanto bailarinas, é conhecer nossos limites, conhecer nossos limites é conhecer nossas qualidades. A partir daí podemos aprimorar aquilo que nos é real e verdadeiro, sem a manipulação do ego, com os pés no chão!

  • Share:

You Might Also Like

0 Ebulições