Corpo Poético

By SS Martinelli - sexta-feira, abril 01, 2011

De que adianta dançar se o corpo não está ligado ao sentir? Enquanto favoremos a técnica, a criação emotiva será sempre forjada.  Não quero dizer que a técnica não seja importante, é claro que é, porém ela precisa sempre estar equilibrada com o vivênciar, com o deixar levar e é aí que o bixo pega, pois adquirir técnica é fácil, dificil mesmo é adquirir "coração" !

Para ilustrar, dois pedaços  do livro Corpo Poético, Vera Lucia Paes de Almeida

(...) A vivência dos sentimentos implica um copor fléxível que possa acolher e ser acolhido.(...)

(...)Saber ouvir o coração e expressá-lo em nossa vida exige um trabalho de grande refinamento interior; de contato permanente com Eros¹, com as águas revitalizantes do sentimento, equilibrado pelo contato com as outras funções psíquicas. (...)

  1) Carl Jung usou também o termo Eros para denotar o fundamento básico do psicologia feminina, disse: “A psicologia das mulheres é fundada principalmente em Eros, fortemente ligado ao desprendimento, visto que nas épocas antigas o principal atributo relacionado aos homens é Logos. O conceito do Eros podia ser expressado nas épocas moderna como uma ligação psíquica, e o Logos com o interesse objetivo.” (NO SENTIDO HORÁRIO Vol. X, P. 123, Pp. 255)

  • Share:

You Might Also Like

1 Ebulições

  1. Inspirador!
    E não poderia ter imagem melhor para ilustrar,as sereias "curtindo" mesmo um momento de entrega,de dança e sintonia com o elemento essencialmente feminino :a àgua!
    bjssss :)

    ResponderExcluir