A verdadeira arte, não é cópia

By SS Martinelli - domingo, fevereiro 27, 2011

Sem a individualização não existe arte, existe cópia. 

Todo processo de aprendizagem e criação da arte, passa pelo périodo da "copiação", afinal precisamos de algumas ferramentas, de algum conteúdo para dar início ao processo de criação de determinada arte; salvo a criação de uma nova arte. 

Como a dança do ventre não é uma arte nova e sim umas das mais antigas formas de movimento expressivo, nós bailarinas, só podemos chamar nossa dança de arte quando ultrapassarmos os murros invisíveis da relação parasitária aluna-professora.

A dança é o reflexo da vida, ao buscarmos a individualização na dança alcançamos a individualidade na vida e com isso o equilíbrio da personalidade e conseguimos vivênciar o nosso ser de forma plena.

Sei bem que ser cópia é um caminho bem mais fácil pois já está trilhado, basta você caminhar que terá sucesso, porém ao segui-lo, você perde sua essência, não vivência o eu,  se desvia do verdadeiro destino e sua vida deixa de ser sua, nada do que foi planejado para você acontecerá.

Como conseguir essa individualização através da dança?

"Trata-se de liberta o corpo entregando-o a si próprio: não ao corpo-mecânico nem ao corpo-biológico, mas ao corpo penetrado de consciência, ou seja, ao inconsciente do corpo tornado consciência do corpo. "(Gil, 2005:25)

  • Share:

You Might Also Like

0 Ebulições