O yin yang da dança do ventre

By SS Martinelli - sexta-feira, agosto 21, 2009

Em 1999 quando comecei a dança do ventre, uma das coisas que buscava era a famosa feminilidade. Na primeira aula, com a sala cheia de mulheres, ficou claro que iria trabalhar o feminino!

Foram muito anos de relação, aluna - professora, professora - aluna, bailarina - bailarina, bailarina - público, público - bailarina, profissional - escola, profissional- profissional, até chegar a esta conclusão: Todo mundo pensa que trabalhamos o yin na dança, sendo que, o que deveríamos verdadeiramente trabalhar é o yang.

"De acordo com a filosofia tradicional Chinesa, Yin e Yang são os dois princípios cósmicos primários do universo. Yin (Mandarin para lua) é o principio passivo, feminino. Yang (Mandarin para sol) é o principio ativo, masculino. De acordo com a lenda, o imperador Chinês Fu Hsi afirmou que o melhor estado para tudo no universo é o estado de harmonia representado pelo equilibrio entre yin e yang." fonte

Te digo o porque: O simples fato de estarmos em um grupo de mulheres, aprendendo a movimentar o corpo de maneira sinuosa, automaticamente o yin é acionado; Porém o Yang, com o tempo, pode ficar despolarizado, causando assim vários males ao feminino; Como o excesso de vaidade, o excesso de intrigas, de inveja, de baixa autoestima, de vulgaridade, de vitimização, de falsidade; A luz do sol vai se apagando e a sombra da lua, do feminino, vai cada mais ficando aparente.

O ideal é o equilíbrio, isso não é novidade para ninguém, por isso a dança do ventre deve trabalhar os dois lado, feminino e masculino, acredite e aceite você ou não!

  • Share:

You Might Also Like

2 Ebulições

  1. Anônimo31.3.10

    Adorei!! Aliás estou adorando tudo! De todos os blogs e artigos que ando lendo, aqui me sinto em casa, encontrando a luz no fim do túnel.... Mas fica a pergunta: como trabalhar o yang? beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá tdo bem? Obrigada por seu comentário!

    Essa é a grande pegadinha ;) trabalhar o yang na dança do ventre é ter sempre em mente a razão ou seja, ter a Consciência e domínio do ego, da vaidade, dos excessos dos arquétipos femininos.

    Um grande beijo
    NSari

    ResponderExcluir